sexta-feira, 24 de julho de 2009

Claudinha Gualberto...


Os sentimentos são/foram a mola mestre no qual se desenvolvem os alicerces das ciências humanas. Toda criação tem motivação numa esfera dos sentimentos.
O poema de Cláudia ressalta este caráter perpétuo do sentimento, no caso, a Saudade, como fonte de emanação. Saudade carregada de memórias mortas e vivas presentes em nossos cotidianos.
Saudade que traz a dor, mas essencial para o encontro/reencontro entre matéria e memória.
Sentimentos

Vejo esse sentimento que me destrói
Como o mais puro nectar da dor
Esses sentidos que me dispersam
Em mais puro e pleno rancor.

Com saudades em seu pranto
Me sinto sozinha na humanidade
Vejo os olhos escuros e frios
Olhos da eternidade.

Essas lembranças e ressentimentos
Que se calam em meu coração
São vencidos pela força
Que me deixam sem razão. Cláudia Gualberto Borges

Um comentário:

  1. Esse poema ta muito lindo. Esta perfeito. Eu adorei isso...

    ResponderExcluir